sem democracia, o que resta da europa como a conhecemos?
Projecto de Design de Comunicação V

A Europa em três palavras? Mobilidade, democracia e paz.

Todos os países da União Europeia têm em comum uma série de valores europeus idealizados que vão muito além de uma aliança económica. A liberdade acompanhada de abertura e tolerância, igualdade de oportunidades e a defesa do bem público traçam o perfil da Europa ideal.

Este perfil é posto em causa quando políticos como Vladimir Putin e, mais recentemente, Marine Le Pen, de extrema-direita, sugerem um plano de construção alternativo para a Europa. Marine Le Pen prometeu revitalizar o sentimento nacional se fosse eleita; tirar França do euro e da União Europeia; sair da NATO; conter a imigração, especialmente de muçulmanos; erradicar o terrorismo; ter tolerância zero com a delinquência e acabar com as segundas oportunidades para os “potenciais terroristas” estrangeiros, que serão expulsos. Estas ideias políticas estão a ganhar cada vez mais seguidores (talvez devido ao actual estado complicado da Europa). No entanto, o anseio por soluções rápidas e absolutas nunca é correcto. Pior, pode causar o retrocesso de um processo civilizatório fundado na liberdade e na democracia.