as intermitências da morte

de José Saramago

Projecto de Design Editorial I

A interpretação do livro de Saramago remete para o mais cru da vivência humana: a morte. É feito, ao longo do livro, um percurso cromático, esquemático e imagético daquilo que é representativo da Morte com M maiúsculo, e a sua transformação figurativa para um corpo terreno e humano, que encarna em si a maior responsabilidade de todas, que é matar. Um livro denso, que carrega um peso simbólico que se desconstrói ao longo das páginas, sem que o leitor se aperceba da sua leveza.